Com representantes do Regional Norte1, Santarém acolhe 6º Nortão dos Presbíteros

120 representantes das dioceses e prelazias do Norte do Brasil, dentre eles 38 do Regional Norte1, um de Itacoatiara, um de Tefé, dois de Borba, três de Alto Solimões, três de Roraima, quatro de Coari, seis de Manaus e 18 de Parintins, participam em Santarém (PA), de 21 a 25 de agosto do 6º Encontro de Presbíteros da Região Norte do Brasil. Um encontro que começou na noite da última segunda-feira com a acolhida da imagem peregrina de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Arquidiocese de Santarém.

Os presidentes dos Conselhos dos Presbíteros dos Regionais presentes no encontro se dirigiram aos participantes do encontro. Por sua vez, o padre Luiz Carlos Oliveira dos Santos, da diocese de Parintins, presidente do Conselho de Presbíteros do Regional Norte 1, fez referência aos objetivos da Pastoral Presbiteral relacionados aos cuidados necessários com os sacerdotes e o incentivo para o desenvolvimento de um trabalho conectado com o povo.

Já o presidente do Regional Norte2, padre Roberto Cavalli, acolheu os presentes e agradeceu o esforço na participação. Também fez referência aos desafios e distâncias da região, o que valoriza ainda mais as presenças de todos. Pelo Regional Norte3, o padre Dorivan Ribeiro ressaltou a importância e a necessidade do encontro para celebrar a fraternidade e a partilha entre os sacerdotes. Em representação dos presbíteros do Regional Noroeste, seu presidente, padre Arcanjo Pereira, enfatizou a alegria desses momentos e a necessidade deles para o crescimento da vida sacerdotal, principalmente, considerando que os presbíteros necessitam de cuidados e que o cuidado começa na relação fraterna entre os padres.

Dom José Albuquerque, bispo da Diocese de Parintins e membro da Comissão para os Ministérios Ordenados e Vida Consagrada, enfatizou que a participação dos bispos no encontro dos padres, que conta com sua participação e a do arcebispo local, Dom Irineu Roman, é significativa para lembrar que o episcopado não anula o sacerdócio que todos receberam na ordenação Presbiteral. Dom José ressaltou que é necessária a formação permanente na vida dos presbíteros, principalmente destacando a importância do cuidado, desejando “que a alegria seja concreta na experiência desse encontro”.

Dom Irineu Roman, arcebispo de Santarém e presidente do Regional Norte 2, disse que os padres são heróis, sobretudo pelos desafios que enfrentam na sua vocação de servir o povo de Deus, em particular o povo da arquidiocese de Santarém.

O 6º Nortão dos presbíteros está sendo assessorado pelo padre André Luís do Vale, presidente da Comissão Nacional de Presbíteros. Lembrando as palavras do Papa Francisco, ele ressaltou a importância deste encontro na perspectiva de valorizar o encontro, a convivência, o compartilhamento, a comunhão com Deus e com os bispos, além da troca de experiências entre os presbíteros e a vivência da alegria.

Ao longo dos dias do encontro os presbíteros estão refletindo sobre a realidade da Igreja na Amazônia, tendo como pano de fundo o Sínodo para a Amazônia e os documentos surgidos nesse processo, principalmente a exortação pós-sinodal Querida Amazônia e os quatro sonhos do Papa Francisco. Também as reflexões do IV Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal, realizado em Santarém em 2022, fazendo memória do encontro realizado em 1972.

Os presbíteros participantes estão preparando o 19º Encontro Nacional de Presbíteros (ENP) que será realizado em 2024. Um percurso que começou em 1985. Na reflexão, o padre André Luís do Vale destacou que o presbítero deve levar em conta em primeiro lugar a sua dimensão humana; que é um homem que foi chamado por Deus para o ministério sacerdotal; que ele está sujeito a todas as virtudes e fraquezas inerentes a cada ser humano, e que tem a tarefa prioritária de buscar a santificação.

 

Com informações da Arquidiocese de Santarém

Compartilhe:

Posts Relacionados

Nos Envia uma Notícia