II ENCONTRO FORMATIVO DA PASCOM DIOCESANA 2024

Diante dos desafios e necessidades de utilizar os recursos tecnológicos de modo adequado para divulgar e informar as atividades e ações de evangelização realizadas pelas comunidades de Base, Paróquias e áreas missionárias, a Diocese de Borba realizou nos dias 19 e 20 de abril de 2.024 no Centro Mater Christi, o II Encontro Formativo para seus assessores, coordenadores e agentes (pascomneiros) da Pastoral da Comunicação. A PASCOM Diocesana divulgou o convite com antecedência em suas redes sociais e disponibilizou o link de inscrição para que todos que fazem parte da pastoral se inscrevessem para participar, discutir e se aperfeiçoar sobre o tema: “Comunicação – PASCOM, o Trabalho da Evangelização através da Tecnologia”.

O Encontro Formativo iniciou às 16h30min do dia 19 com o credenciamento dos participantes, acolhida e apresentação do Assessor Perezes Martins Júnior, graduado em filosofia com ênfase em comunicação, especialização em Semiótica, especialista em fotografia, técnico em Teologia, fundador da Arte-Sacra no Amazonas e da Fotografia Religiosa, e, consultor em propagandas.  E, contou com a presença dos representantes da Pastoral da Comunicação das paróquias: São Joaquim e Sant’Ana de Autazes; São José do Distrito de Novo Céu-Autazes, Nossa Senhora de Nazaré e São José de Nova Olinda do Norte; Nossa Senhora do Rosário do Distrito de Canumã-Borba; São João Batista de do Distrito de Axinim-Borba; Nossa Senhora da Conceição de Novo Aripuanã; Cristo Rei de Borba; Santo Antonio de Borba; e áreas missionárias: Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Lago do Miguel em Autazes e Santo Antonio Maria Claret em Novo Aripuanã.

Dentro da proposta formativa, o assessor abordou as  temáticas: Comunicação – aspectos conceituais, a origem da palavra; As várias formas de comunicação; O que é comunicação?; A Estrutura da Pastoral de Comunicação com base nos documentos da Igreja Católica “Diretório de Comunicação da Igreja do Brasil – DCI – Doc. 99; O que é a PASCOM?; Comunicação Visual, desenvolvida por meio de uma dinâmica interativa coletiva; Fotografia x Imagens com informação básica sobre a diferença existente entre elas; Fundamentos para o trabalho com a PASCOM; Abordagem e Diálogo no serviço da pastoral, saber abordar e dialogar com as pessoas; Celebração da Palavra, manter o respeito quanto ao altar; O Cuidado ao registrar e publicar informativo com imagens e textos para que não ocorra a poluição visual; e, Criar banco de dados para facilitar o trabalho de divulgação de informações.

No dia 20, o assessor deu continuidade nas temáticas da formação, iniciando-se com uma oração e recapitulando os temas abordados anteriormente. Em seguida, propôs uma atividade interativa de leitura e interpretação de imagem, projetando em slide, uma fotografia para realização da dinâmica. Também, perguntou se nas paróquias tinha o documento “Instrução Pastoral – Hetatis Novae, que trata da necessidade de procurar os meios eficazes para favorecer e proteger esse direito, especialmente pelo uso responsável dos meios de comunicação.

Para avaliar e contextualizar os conteúdos da formação, o assessor realizou uma dinâmica de grupo por paróquias e áreas missionárias, em que os grupos discutissem, destacassem e apresentassem os principais desafios da PASCOM em sua área de atuação. Na exposição dos grupos, os desafios em comum, citados foram:  a falta de equipamentos apropriados (celular, câmera, tripé uniforme) para o serviço da pastoral; a falta de comprometimento e responsabilidade das pessoas que compõem a equipe da pastoral; as dificuldades logísticas para ir às comunidades ribeirinhas; falta de disciplina com as diretrizes da pastoral; a falta de divisão de tarefas em equipe e organização das escalas; falta de formação contínua  e recursos financeiros para a compra dos equipamentos da pastoral; e, a de estudo e conhecimento dos documentos referentes a Pastoral de Comunicação.

Para aperfeiçoar o entendimento e a compreensão sobre a comunicação, o assessor realizou com os grupos, um Role-paying – simulação de situações de comunicação com a realidade e os desafios da PASCOM, em que cada grupo criou e apresentou em cartaz a dinâmica da informação produzida. E, diante do exposto pelos grupos, o assessor sugeriu que a PASCOM, em sua dimensão Diocesana, Forânica ou Paroquial, precisa fazer “Retiros” ou eventos de espiritualidade para despertar o interesse dos jovens pela pastoral, articulando-se com os grupos e pastorais. 

O assessor enfatizou os métodos e atos da PASCOM, destacando sua divisão no serviço da igreja católica: Nacional, Regional, Diocesano, Forânico e Paroquial. Assim como o momento da liturgia e o espaço sagrado que deve ser respeitado no ato de registrar as imagens e fotografias, em que a técnica de captura dessas imagens tenha uma verdadeira vivência de fé. E, não somente uma técnica de manusear câmeras, microfones e outros equipamentos de comunicação e informação. Pois, deve assegurar aos pascomneiros, leitura e conhecimento da vida litúrgica para que a evangelização ocorra por meio da comunicação social. E, para isso, exige preparo e sensibilidade na atuação da pastoral.

Antes de finalizar o encontro formativo, o assessor explicou algumas técnicas de fotografia e solicitou que cada participante registrasse uma imagem ou fotografia de algo que lhes chamassem atenção no espaço que estava sendo realizado o curso, seguindo as orientações e técnicas demonstradas anteriormente. Todos realizaram a tarefa solicitada, que foi avaliada pelo assessor. Depois, pediu para que ficasse em dupla de costas um para o outro e fizessem uma self, tarefa também concluída por todos, finalizando a oficina de fotografia. 

O encontro formativo foi encerrado na Basílica de Santo Antonio de Borba com a missa de envio celebrada pelo Bispo Diocesano Dom Zenildo Pereira, que após todos se apresentar e dizer o nome de sua paróquia ou área missionária, foram chamados para diante do presbitério para receber a bênção de envio pela aspersão da abençoada.  

Compartilhe:

Posts Relacionados

Nos Envia uma Notícia