Retiro do Clero de Borba: Um tempo de profunda experiência de Deus a partir da sinodalidade

O Clero da Diocese de Borba está realizando seu Retiro anual de 29 de janeiro a 1º de fevereiro na Casa de Retiro Vicente Cañas de Manaus, sob a orientação do padre Adelson Araújo dos Santos, jesuíta. Um momento para descobrir que “são essenciais, na vida cristã, a oração, a humildade, a caridade para com todos: este é o caminho da santidade”, palavras do Papa Francisco.

No Retiro, o professor da Universidade Gregoriana de Roma está apresentando a bela experiência de um caminho sinodal, motivando os participantes a viver os passos espirituais do caminho sinodal: encontrar – escutar – discernir. Uma temática recolhida no livro apresentado em Manaus na no dia 25 de janeiro, que tem como título a tema do Retiro.

O Retiro iniciou com uma celebração eucarística, momento em que Dom Zenildo Luiz Pereira da Silva, bispo da Diocese de Borba acolheu fraternamente a todos e expressou seu desejo de que este Retiro seja “tempo de meditação pessoal sobre a Palavra, tempo de revisão, tempo de encontro, tempo de silêncio”, desejando aos participantes que seja um tempo de profunda experiência de Deus a partir da sinodalidade; um tempo de rezar, celebrar, descansar e aprimorar a espiritualidade missionária, um tempo de graça, um tempo de reflexão e de encontro com Deus e com o clero diocesano.

“Um tempo muito esperado pelos nossos padres, pois a comunhão presbiteral precisa ser cultivada na oração, na convivência e na missão”, insistiu o bispo. Segundo Dom Zenildo Luiz Pereira da Silva, o tempo de Retiro busca “que nos faça mais fraternos, que seja uma experiência de perdão de si e dos outros, que fortaleça nossa unidade e comunhão”.

O Retiro está sendo realizado à luz da espiritualidade inaciana, sendo feito um convite por parte do padre jesuíta a seguir cinco passos na oração pessoal: o lugar da oração, a presença de Deus, o texto bíblico, o diálogo com Deus e anotar a experiência. Isso em vista do tema, que quer aprofundar no Caminho Sinodal nas palavras do Papa Francisco: encontrar – escutar – discernir.

Crédito : Pe. Luis Miguel Modino, assessor de comunicação CNBB Norte1

Compartilhe:

Posts Relacionados

Nos Envia uma Notícia